Milho segue em alta: adquira verificações e rotule seu alimento

Milho segue em alta: adquira verificações e rotule seu alimento

O mercado do milho esteve positivo no ano de 2020. Essa alta deverá se manter durante o primeiro trimestre de 2021, porém, de uma forma mais sutil. As cotações em São Paulo avançam em janeiro R$ 1,74/saca para R$ 80,58; para março de 2021 avançaram mais R$ 1,78 para R$ 80,55 e avançaram R$ 1,31/saca para R$ 75,51 para maio, segundo analistas da TF Agroeconômica. 

E, como agregar mais valor ao seu produto? Com selos de Certificação. Estes selos irão confirmar que o seu produto é tanto livre de transgênicos quanto livres de glúten. 

Para ter o selo de Não-OGM nas embalagens de suas marcas, é preciso demonstrar a aquisição de ingredientes livres de modificação, documentações e amostras dos produtos alimentícios para o laboratório da FoodChain, que criou o primeiro Padrão de Certificação Não-OGM. O processo pode contar com auditoria presencial, podendo ser feito parcialmente online.

Para adquirir o selo da Certificação glúten-free, o processo é o mesmo. Esse selo garante que sua empresa pode vender produtos sem resquícios de glúten para um nicho de mercado em evidência, o mundo fit e de celíacos. O Padrão de Certificação FoodChain ID Gluten-Free serve para dar certificação independente de terceira parte aos sites que verifiquem que seus sistemas de produção e manuseio, sistemas de qualidade e produtos estão livres da presença de glúten e estão em conformidade com os requisitos de exclusão de glúten deste Padrão. Tudo isso com a segurança das análises e inspeções da FoodChain ID e assegurando que a regulamentação do setor seja atendida.

Ambos os selos dão direito a entrada em novos mercados, mais seletos e preocupados com a saúde e bem estar dos clientes finais.

Quer acessar esse nicho? Preencha o formulário abaixo que entramos em contato. 

*Campos necessários.